Quem somos

Quem somos?

Nós acreditamos firmemente que a Bíblia é a Palavra de Deus e, portanto, é inerrante e infalível. Sendo assim, devemos confiar nela para as questões que dizem respeito às nossas vidas e condutas. Nós nos reunimos em nome de Nosso Senhor Jesus Cristo única e exclusivamente, valorizando a Sua promessa de que “onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles” (Mateus 18:20). Nós não possuímos uma filiação denominacional e não possuímos nenhum chefe ou líder terrenos. Prestamos contas somente ao Nosso Senhor Jesus Cristo, que é o Cabeça ressurrecto da Igreja.
A simplicidade de nossas reuniões, está claramente estabelecida no Novo Testamento. Nós nos esforçamos para seguir este padrão à risca em nossas reuniões e ações. Em nossas reuniões, procuramos mostrar o Senhorio de Cristo, a prática do sacerdócio de todos os santos, a pluralidade no exercício da liderança, o evangelho da graça de Deus pregado de forma clara, a observância no primeiro dia de cada semana do partir do pão e o ensinamento de princípios sólidos fundamentados nas Escrituras.

O Que é o Evangelho?

O Evangelho que nós pregamos é que “Cristo morreu por nossos pecados, segundo as Escrituras” e que “foi sepultado, e que ressuscitou ao terceiro dia, segundo as Escrituras” (1 Coríntios 15:3-4). A Bíblia ensina que nós precisamos reconhecer e admitir pessoalmente nossa culpa perante Deus, nos arrepender de nossos pecados e confiar em Cristo como nosso Senhor e Salvador pessoal. Nós somos salvos de nossos pecados a partir do momento em que depositamos nossa fé pessoal em Cristo e na obra que Ele realizou por nós e confiamos que Deus está, satisfeito com a obra consumada de Seu Filho.
Essas são algumas das verdades essenciais na qual acreditamos, as quais praticamos e ensinamos.

 

  • A Palavra de Deus - A Bíblia é inerrante, infalível e inspirada. Nós cremos que a Bíblia é inerrante e, portanto, completamente confiável. Nós cremos que a Bíblia é infalível e, portanto, suas promessas não podem falhar para aqueles que as aceitam. Nós cremos na inspiração verbal e plenária da Escritura. Plenária, no sentido de que tanto o Velho Testamento quanto o Novo Testamento formam a unidade da revelação final e completa de Deus para a humanidade. Além disso, a Bíblia é verbalmente inspirada pelo Espírito Santo, de forma que as exatas palavras contidas nos manuscritos originais são mais do que meros pensamentos, constituindo a totalidade do que foi dito pelo próprio Deus. Nós cremos que Deus fala conosco hoje em dia através de Sua Palavra. (1 Tessalonicenses 2:13, 2 Timóteo 3:15-17, 2 Pedro 1:21)

  • Deus - A Bíblia ensina que existe somente um Deus, que é imutável, e Criador de todas as coisas, visíveis e invisíveis. As Escrituras O descrevem como eterno, infinito, todo poderoso, onisciente, onipresente, autossuficiente e soberano. Ele é amoroso, misericordioso e cheio de graça. Ao mesmo tempo, ele é justo e correto. Deus existe em três pessoas: Deus o Pai, Deus o Filho e Deus o Espírito Santo. Cada um é igualmente divino e, portanto, igualmente digno e merecedor de honra. Em essência, eles são um só, mas também são três pessoas distintas. (Deuteronômio 6:4, Salmos 90:2, Isaías 40:12-31, 1 João 4:10, Efésios 2:8, Romanos 3:26, Atos 5:3-4, 1 João 5:20)

  • O Ser Humano e o Pecado - A Bíblia ensina que Deus criou o homem à Sua própria imagem. A partir do momento que Adão cometeu o pecado da desobediência contra Deus, o homem morreu espiritualmente. A morte espiritual nada mais é do que a separação do homem de Deus em decorrência do pecado, sendo então resultado da quebra da comunhão que o homem usufruía com Deus. Toda a humanidade nasceu tendo o pecado como seu estado natural, não sendo capaz de agradar a Deus de forma alguma. Por causa deste estado natural de pecado, o ser humano está morto espiritualmente, sem qualquer esperança de entrar no céu pelo seu próprio esforço ou mérito. (Gênesis 1:26-31, Eclesiastes 7:20, Romanos 3:19-23, Efésios 2:1, Salmos 15)

  • O Senhor Jesus Cristo - A Bíblia ensina que nosso Senhor Jesus Cristo é, ao mesmo tempo, totalmente Deus. Ele é Deus manifestado em carne e, em Sua própria pessoa, estão unidas divindade e humanidade. Nosso Senhor Jesus Cristo viveu perfeitamente sem pecados aqui na terra: “Àquele que não conheceu pecado, o fez pecado por nós; para que, nele fôssemos feitos justiça de Deus”. Ele é o único homem que já viveu ou um dia viverá uma vida capaz de agradar completamente a Deus. Como resultado disso, Sua morte na Cruz foi o sacrifício perfeito pelos nossos pecados. Ele morreu, foi sepultado e ressuscitou no terceiro dia, demonstrando a completa satisfação de Deus com Sua obra. Neste momento, Ele está sentado com honra, do lado direito de Deus. (Hebreus 4:14-16, Hebreus 7:3, Hebreus 7:24-25, Mateus 1:18-23, João 1:1, João 1:14, João 2:19-21, Marcos 16:6, Isaías 11:1-11)

  • Salvação - A Bíblia nos ensina que todos os homens e mulheres podem receber o perdão pelo pecado e podem ser poupados do juízo de Deus, por meio da fé no Senhor Jesus Cristo. O pecador deve reconhecer seus próprios pecados, se arrepender deles e aceitar a dádiva da salvação, que é oferecida de graça por Deus. Para isso, é preciso ter fé em Cristo e na obra expiatória que Ele realizou, na Cruz. Não há outra forma de ser salvo. Não há nada além disso que o homem possa fazer para salvar sua alma. A salvação é uma dádiva oferecida gratuitamente por Deus. (Atos 4:12, Romanos 3:21-26, Romanos 10:9-10, Efésios 2:8-9, Gálatas 1:8-9, Gálatas 2:16)

  • A Garantia da Salvação - A Bíblia ensina que uma pessoa salva nunca perderá sua salvação. Os que creem são guardados pelo poder de Deus. As Escrituras asseguram aquele que crê que ele nunca enfrentará o juízo eterno de Deus, mesmo que ocasionalmente cometa pecados em sua vida. Esta é uma promessa inquebrável de Deus: “para que todo aquele que nele (Jesus Cristo) crê não pereça, mas tenha a vida eterna”. Além do mais, uma vida de obediência dedicada à Palavra de Deus e ao Seu Espírito dá bons frutos e fortalece a fé do verdadeiro filho de Deus. (João 3:16, João 10:27-29, Efésios 1:13-14, Efésios 4:30, 1 Pedro 1:3-5, Romanos 8:14-17, 1 João 1:6, 1 João 2:4-6)

  • O Espírito Santo - A Bíblia ensina que o Espírito Santo é co-igual com o Pai e com o Filho. O Espírito Santo convence os indivíduos do pecado, o que por sua vez leva ao arrependimento e à fé em Cristo. O Espírito Santo habita de forma permanente em todos os cristãos, que somente se tornam discípulos a partir do momento de conversão. O Espírito Santo glorifica Cristo, ensina e guia através da Palavra de Deus, fortalece cada um dos discípulos para viver de acordo com a vontade de Deus. (João 14:16-17, João 16:26, João 16:7-15, Atos 1:8, Romanos 8:9, 26, 1 Coríntios 3:16-17, 1 Coríntios 6:19, 1 Coríntios 12:13, 1 Coríntios 13:8, Efésios 1:13-14, Efésios 4:7, Efésios 5:18, Tito 3:5-6, Hebreus 2:3-4, 1 João 2:20, 1 João 2:27, 1 João 3:24)

  • Batismo - A Bíblia nos ensina que o batismo é um ato que descreve de forma vivida algo que já aconteceu quando uma pessoa foi salva. Ela morreu com Cristo, foi sepultada com Cristo e recebeu uma vida nova em Cristo. Este batismo por meio da imersão é uma declaração pública de identificação com Cristo. O Batismo não é um meio para a salvação e nem contribui para ela. No entanto, os cristãos verdadeiros se batizam por obediência ao Senhor. (Mateus 28:19, Romanos 6:3-4, Colossenses 2:12, 1 Pedro 3:21)

  • A Ceia do Senhor - A Bíblia nos ensina que a Ceia do Senhor é uma recordação da morte do Senhor. É notório que o pão e o cálice de vinho simbolizam o corpo e o sangue do Senhor Jesus Cristo. Todo primeiro dia da semana (domingo), os cristãos se reúnem de maneira simples em torno destes emblemas. Este encontro semanal é temporário. Ele só continuará até o dia em que o Senhor Jesus Cristo retornar para buscar o seu povo. (Mateus 26:26-29, Marcos 14:22-24, Lucas 22:15-20, Atos 2:42, 1 Coríntios 10:16-17, 1 Coríntios 11:23-34, 1 Coríntios 14:34-35)

  • A Igreja de Deus - A Bíblia ensina que o propósito da igreja local é glorificar Deus e exaltar Cristo. É para este fim que nos encontramos semanalmente para participar de Estudos Bíblicos, para lermos e estudarmos juntos as Escrituras. Oramos uns pelo outros e ouvimos homens espirituais ensinando a Palavra de Deus, para ajudar todos os cristãos a crescer no seu conhecimento de Cristo e na vontade de Deus. Nas reuniões da igreja local, as mulheres devem ter suas cabeças cobertas e os homens devem ter suas cabeças descobertas. A Bíblia ensina que, em uma reunião pública, a cabeça da mulher representa o homem e a cabeça do homem representa Cristo. Então, quando uma mulher cobre sua cabeça, isso indica que a glória do homem está coberta. Da mesma forma, a cabeça descoberta de um homem indica que a glória de Cristo está descoberta e revelada. Este ato ensina, de forma implícita, a respeito da liderança de Cristo na igreja, ou seja, que Cristo (e somente Cristo) deve ser glorificado na igreja local. Isso não significa que a mulher seja inferior ao homem. É apenas um indicativo de que ambos os sexos possuem papéis diferentes dentro na ordem de Deus. (Efésios 4:7, Efésios 5:23-24, 1 Timóteo 2:8-14, 1 Coríntios 11:2-16, 1 Coríntios 14:34-35, 1 Pedro 3:1-7)

  • A Liderança da Igreja - A Bíblia ensina que todos os cristãos estão sob a autoridade do Senhor Jesus Cristo. No entanto, o Senhor confiou Seu rebanho aos cuidados de pastores. A Bíblia utiliza vários termos para descrever esses líderes: “bispos”, “anciãos” e “pastores”. Estes homens são aqueles que são levantados pelo Espírito Santo e demonstram piedade em seu caráter e a quem é confiada a responsabilidade de proteger, alimentar, vigiar e cuidar de cada membro do rebanho. A principal responsabilidade deles é ensinar a Palavra de Deus e orar pelos membros da igreja local. Esses homens assim fazem com a certeza de que um dia terão de prestar contas de suas obras ao Senhor Jesus Cristo. A Bíblia ensina que deve haver uma pluralidade de anciãos, devendo estes prestar conta uns aos outros individualmente e ao Senhor Jesus Cristo coletivamente. (Atos 6:1-8, Atos 14:23, Atos 20:17-38, 1 Coríntios 12:4-11, Filipenses 1:1, 1 Timóteo 3:1-13 , Tito 1:5-9, Hebreus 13:17, 1 Pedro 5:1-3)

  • O Arrebatamento - A Bíblia nos ensina sobre o retorno iminente de Cristo, para arrebatar a Sua igreja, tanto os mortos quanto os vivos, no dia de Sua vinda. Os mortos em Cristo serão levados primeiro e, em seguida, serão levados aqueles que estão vivos. Todos terão seus corpos humanos transformados em corpos glorificados e incorruptíveis. Assim, viverão para sempre com o Senhor. (1 Coríntios 15:51-52, 1 Tessalonicenses 4:13-17, Apocalipse 3:10)

  • A Segunda Vinda de Cristo - A Bíblia ensina a respeito do retorno visível de Cristo a esta terra, acompanhado de seus santos. Ele retornará como Rei triunfante, para julgar aqueles que rejeitaram a salvação oferecida pelo Evangelho de Deus. Ele lançará aqueles que O rejeitaram para o lago de fogo, onde sofrerão o julgamento eterno. Em seguida, Deus destruirá esta terra com fogo e criará um novo Céu e uma nova Terra. Isto dará início a uma era eterna, em que todos os que são de Cristo gozarão da bênção eterna na presença Dele e todos os que estão no lago de fogo lá permanecerão, sofrendo o eterno tormento. (Isaías 2:2-4, Isaías 11:1-10, Mateus 24:4-44, Mateus 25:13, João 14:2-3, Romanos 11:25, 1 Coríntios 15:51-52, 1 Tessalonicenses 4:13-17, Tito 2:13, Apocalipse 19:11-16, Apocalipse 20:1-6)


Receba
nossa

Newsletter

E-BIT
Betalabs
Formas de pagamento: boletovisamaster