meu carrinho
R$
Nâo vá embora ainda não...
Achamos que você também pode gostar:
DEVER OU AMOR?

dever ou amor?

Marca: A VERDADE Referência: 122

Aproveite:Compre 10 pacotes ou mais e ganhe 10% de desconto

Por:
R$ 12,90

ou 3x de R$ 4,30 Sem juros
Quantidade
-+
Detalhes do Produto

Era uma tarde de sexta-feira, e Albert Drecker trabalhava de plantão na ponte do trem, que fica sobre o rio Passaic. Ele ergueu a ponte para permitir a passagem dos barcos e estava prestes a baixá-la novamente, para que o trem vindo de Nova Iorque pudesse atravessar. Foi neste momento que Peter, filho de Albert, começou a correr em sua direção, pela costa do rio. De repente, Peter perdeu o equilíbrio, escorregou e caiu nas águas profundas. Quase que imediatamente, Albert Drecker ouviu o som distante do trem, que se aproximava cada vez mais. Mesmo que ainda não pudesse vê-lo, Drecker sabia que, se a ponte não fosse baixada imediatamente, o trem cairia no rio. Salvar a vida de Peter seria fácil, mas se ele mergulhasse para salvá-lo, quantos outros morreriam por conta da queda do trem? Como agir em uma situação dessas? DECISÃO Drecker agonizava enquanto via seu filho afogar-se perante seus olhos. Mesmo assim, ele permaneceu em seu posto de trabalho. Com uma lentidão torturante, a grande ponte enfim desceu, e o trem atravessou de forma segura, a todo vapor. Drecker imediatamente mergulhou na água e arrastou Peter até a costa do rio. Com o coração partido, se deu conta de que já era tarde demais: seu filho estava morto. Será que somos capazes de compreender a dor de Albert Drecker? Ele teve de tomar uma decisão terrível. Ele queria muito salvar seu filho, mas não podia salvar ele e os passageiros do trem ao mesmo tempo. Enquanto trabalhava freneticamente, observava o esforço desesperado do filho, que lutava pela vida para não se afogar. O trem atravessou sem problemas. Seu filho morreu. Como devem ter ficado profundamente agradecidos aqueles passageiros quando souberam que Drecker havia poupado suas vidas em vez da vida de seu filho. O AMOR PERFEITO Pense agora em outra história, uma que diz respeito ao perfeito amor e à perfeita obediência. Olhe pela fé para Cristo em Sua cruz e veja como Deus entregou Seu amado Filho para morrer de forma tão terrível, com o objetivo de salvar pecadores e oferecer a salvação a todos, sem exigir nada em troca. Não havia outra forma pela qual pecadores poderiam ser salvos. O que merecem os pecadores? Deve Deus enviá-los ao castigo eterno ou deve Deus enviar Seu único Filho ao mundo para sofrer o juízo no lugar deles? Essa é a grande questão. Agradeça a Deus, pois Seu amor é tão grande "que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna" (João 3:16). Albert Drecker não colocou o seu único filho no rio: o menino caiu lá sozinho. Mas Deus - o Pai - enviou Seu Filho para ser nosso Salvador. "Nisto se manifestou o amor de Deus para conosco: que Deus enviou seu Filho unigênito ao mundo, para que por ele vivamos." (1 João 4:9) Você tem demonstrado a profunda gratidão que deveria sentir por Deus, pelo amor maravilhoso que Ele nos dá? Alguma vez já agradeceu-Lhe por esse amor e pela obra consumada de Cristo na cruz? Se não, por que não agradecer-Lhe hoje e confiar no Senhor Jesus Cristo como o seu Salvador? Recebê-Lo agora significa estar salvo por toda a eternidade. Rejeitá-Lo significa enfrentar o juízo eterno. "Aquele que crê no Filho tem a vida eterna, mas aquele que não crê no Filho não verá a vida, mas a ira de Deus sobre ele permanece." (João 3:36)

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.

Características


  • Editora: A Verdade
  • Pacote (200 unidades): Sim
  • Páginas: 4
  • Dimensões (LxA): 15x10.5cm
  • Papel (Encadernação): FOLHETO COUCHÊ 90gms

Confira também

Inscreva-se em nossa Newsletter
Inscreva-se em nossa Newsletter para receber nossas atualizações e ofertas exclusivas.
NewsletterCadastre-se para receber novidades e ofertas exclusivas!